AS LENDAS DA PEDRA DO CASTELO

(Castelo do Piauí – Piauí)

2

Na cidade de Castelo do Piauí há uma formação rochosa que lembra um antigo castelo medieval. A cidade de Castelo dista 10 km da Pedra, que se localiza a 2 km da margem da rodovia PI-115. Há uma pequena placa indicando a entrada para a Pedra, mas é mais seguro informar-se no povoado Juazeiro, a 7 km antes do atrativo. A Pedra do Castelo é simplesmente fantástica. De longe, a aparência é de um castelo abandonado, com suas muralhas erguidas e que teimam em se manter de pé. A proximidade faz surgir imensos portões em forma de arco, que dão acesso a diversos salões onde morcegos e animais fazem as suas moradas. A pedra já foi usada como habitação e cemitério indígena – fato comprovado pelos vestígios espalhados pelo lugar, como pinturas e gravuras rupestres – e também como cemitério cristão até mais ou menos a década de 40 do século XX. Muitas lendas envolvendo esse atrativo turístico fazem parte do imaginário da população de Castelo, Juazeiro e região. Uma delas, até já publicamos aqui no blog: A LENDA DO VIOLINISTA DO CASTELO DE PEDRAS, escrita por Enéas Barros. Mas existem muitas outras, lendas que contarei a você, caro leitor, aqui nesse post!

O CASTELO QUE VIROU PEDRA

 

20158239_316424072115302_1844379475_n

Há muito tempo atrás, um monarca muito poderoso, dono de um castelo imenso e com altas torres vivia no Piauí. Guardava ele um mal dentro de si, uma natureza perversa. Tinha por costume convidar moças e rapazes vindos de reinos de todo mundo para festas que se transformavam em orgias profanas que, nada mais eram do que parte de um rito macabro, já que logo ao nascer do sol, no fim das festas, o rei mandava que seus guardas matassem todos os convidados.

Aquele ritual horrendo se repetia com frequência, e sempre o rei, depois de gozar os prazeres da carne, assassinava todos. Parecia que sentia prazer naquilo. Não havia motivo para agir assim, mas ele o fazia. Simplesmente para mostrar que tinha poder para aquilo, que ele mandava ali. E ele gostava de ouvir os gritos de terror dos convidados enquanto eram massacrados. Acreditava que era uma excelente forma de mostrar a seus súditos que não deveriam desafiá-lo.

20136695_316401012117608_2112034041_nTodo mundo sabe que Deus não gosta de intervir em assuntos humanos. Normalmente deixa que o mundo se guie pelo livre arbítrio até o dia em que retornará para julgar aos vivos e aos mortos, mas aquilo já não podia continuar. Era uma abominação e uma ofensa inominável! Um dia, dos céus, desceu um anjo a mando do Senhor até o castelo durante uma daquelas festas. Disfarçou-se em um belo jovem e assistiu a tudo. Logo que o rei ordenou a morte dos convidados, nos primeiros raios de sol, o anjo transformou todos ali e tudo que havia no castelo, inclusive o próprio castelo, em pedra.

Dizem que nas noites de lua cheia, é possível ouvir ali o som de violinos que ecoam pelos portões do castelo que refletem a luz de velas. O que o povo fala é que o castelo é encantado e, nessas noites, à luz do luar, ele retorna à vida, transformando-se novamente em pedra ao nascer do sol.

O GUARDIÃO DA PEDRA

 

20120809_316099818814394_529025314_n.jpg

Um dia, passando por Castelo, um casal resolveu visitar a Pedra do Castelo afim de conhecer suas belezas naturais. Passeavam no interior da rocha quando avistaram um menino, sozinho, usando uma roupa suja. O garoto lhes serviu de guia, explicando a história da pedra, enquanto guiava os visitantes por seus salões.

Ao fim do passeio, já estava perto do por do sol, e o casal pergunta se o garoto gostaria de uma carona até a cidade, mas o menino lhes responde que não pode sair dali, pois era ele o guardião da pedra. O casal riu, enquanto seguia até o carro, onde, ao chegarem, olham para trás e verificam que o menino desapareceu.

Achando estranho que o menino tenha sumido de vista tão rapidamente, voltam até a pedra para procurá-lo. Depois de olharem por toda a pedra, encontram sobre a rocha em que o menino estava sentado uma pena branca.

O povo da região já havia lhes dito que a pedra ainda é vigiada pelo anjo que, eras atrás, Deus enviou para pôr fim às horrendas ações do rei malvado, pois o palácio poderia voltar a vida se o anjo dali saísse, mas achavam que era tudo invencionice popular. Agora, contudo, não tinham tanta certeza assim…

 

A SANTA DO CASTELO

 

12Algumas décadas atrás, o povo encontrou uma imagem de Nossa Senhora do Desterro em uma das grutas do Castelo de Pedra. A imagem foi então levada para a cidade e colocada no alto de uma capela, de onde desapareceu depois de alguns dias.

Um dia, um dos moradores da região, foi até o castelo e encontrou a imagem desaparecida por lá. Novamente levada para a capela, tornou a desaparecer, sendo novamente encontrada na gruta. Isso aconteceu mais algumas vezes e ela sempre aparecia misteriosamente na gruta. Cansada de tanto desaparecimento, a população, achando que fosse coisa de algum vândalo, resolveu acorrentar a imagem e colocá-la sob uma grade protetora. Ainda assim, ela desapareceu novamente. Só então o povo percebeu que havia um mistério por trás disso.

Foram até o castelo de pedra e, conforme já esperavam, encontraram novamente a santa por lá. Foi então que esculpiram na pedra um altar para ela, para que pudesse ser adorada ali. A santa nunca mais fugiu e o salão em que foi colocada, o mesmo em que sempre aparecia, passou a ser chamado de salão das orações. No entanto, o que dizem é que só as pessoas dotadas de uma enorme fé conseguem vê-la.

 

A LENDA DO VAQUEIRO

 

20134418_316099838814392_370979934_n

Anos atrás, um vaqueiro perseguia uma vaca muito arisca em seu cavalo. Há muito tentava pegá-la, mas a danada sempre fugia do seu laço e ele sempre no encalço dela. 14Estavam no alto da pedra do castelo quando, de repente, caíram dentro de um  buraco que tem no alto da rocha e que ilumina o interior da gruta, que o povo chama de clarabóia. Da queda morreram todos: a vaca, o cavalo e o vaqueiro, que, segundo dizem, foi sepultado ali mesmo.

Decorrido algum tempo, um casal foi visitar o lugar e começou a tirar fotografias no lugar. Curtiram muito o passeio e se encantaram com a beleza do lugar. Só ao chegarem em casa é que perceberam ao fundo em uma das fotos a figura de um vaqueiro em seu cavalo, mas eles tinham certeza de que quando visitaram a pedra não havia nenhum homem ou animal por ali. Só então conversando com conhecidos que moram naquela cidade é que tomaram conhecimento de que o povo fala que volta e meia o espírito do vaqueiro é visto por ali.

 

REFERÊNCIAS 

 

TEXTO: JOSÉ GIL BARBOSA TERCEIRO

ILUSTRAÇÃO: DOUGLAS VIANA

FOTOS: STANLEY MOORE / BLOG  FOTOS E TRILHAS

Um comentário em “AS LENDAS DA PEDRA DO CASTELO

Adicione o seu

  1. Olá!

    Gostaria de informar que a distância de Castelo até o Parque Municipal Pedra do Castelo é de aproximadamente 20 km, sendo 18 por asfalto e 2 por estrada vicinal. Juazeiro do Piauí surgiu como povoado pertencente a Castelo, mas em 1996 foi emancipado e passou a ser cidade.

    Em relação ao texto “A lenda do violinista do castelo de pedras” publicado por este blogue há alguns dias, na verdade não retrata uma lenda específica do local, mas sim um conto que utiliza fragmentos de várias lendas. Mesmo assim, ficou emocionante, prende o leitor do início ao fim, mas é preciso que se faça essa explicação.

    Abraço!

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Acima ↑

VEJA.com

Notícias sobre política, economia, celebridades, mundo e esportes. Coberturas e reportagens especiais em TVEJA.

MONOMITO

Mitologia & Complexidade

Me desculpem, não foi de propósito!

Devaneios irreais sobre uma vida real.

O FOLCLORE BRASILEIRO

O Folclore é uma das nossas mais importantes culturas. Vamos manter a tradição, cultivá-la, divulgá-la, usufruí-la etc.

Se Conto Ninguém Acredita

Histórias de um Subconsciente Pouco Convencional

Colecionador de Sacis

Desde 2015 tirando o folclore da garrafa

Raiz Cultural

Consolidando Cultura Piauiense

%d blogueiros gostam disto: