OS 3 IRMÃOS E A SANTA CRUZ

(Jaicós – Piauí)

jaicc3b3s

Há muito tempo atrás, na cidade de Jaicós, três irmãos saíram de casa para caçar abelhas no alto de um morro. De repente, quando ali se encontravam, desabou nos céus uma forte tempestade. Buscando refúgio, os irmãos se abrigaram em uma furna que havia ali. Era um buraco no morro que levava a um abrigo subterrâneo.
Depois de um tempo, os ventos fortes fizeram rolar uma grande pedra, que terminou se postando exatamente sobre a saída do buraco. Os três tentaram, em vão, retirar a rocha para que pudessem sair dali. Ainda gritaram por ajuda, mas não havia ninguém por perto que pudesse lhes ajudar. Os irmãos morreram sufocados e só foram encontrados dias depois, já em estado de putrefação.
Por conta de existirem ali três morros, o lugar ficou conhecido como morro dos três irmãos. Todos diziam que ali haviam morrido três santos, dada a morte sofrida. A partir de então, as pessoas começaram a subir o morro para fazer preces e agradecer as graças alcançadas.
Em 1917, observando a movimentação, dois missionários instalaram um cruzeiro no alto do morro. Em 1919, o Padre Miguel Reis Melo celebrou uma missa no alto do morro, atraindo centenas de fiéis. A missa virou tradição sendo celebrada todos os anos daí por diante. A própria cruz, agora, era objeto de veneração.
Em 1959, o Pe. Mariano da Silva Neto levou em procissão uma imagem de Cristo, saindo da Igreja de Nossa Senhora das Mercês, no centro da cidade, até o alto do morro, depositando-a em uma pequena capela que havia sido construída ali.
Em 1978, o Padre André Fillipi, Vigário Ecônomo da paróquia, , auxiliado por membros da Equipe Pastoral e do Conselho Paroquial, decidiram que não haveria mais o festejo por considerarem que a festa estava perdendo o caráter religioso.
Os “Festejos da Santa Cruz”, como é chamada a festa até hoje, só voltaram a ser festejados em 1996 quando o Padre Gregório Leal Lustosa, então Vigário Paroquial, retomou as festividades que duram até os dias atuais, atraindo centenas de fiéis.
O dia do evento, 3 de maio, é feriado municipal desde o ano de 2006. Ainda hoje as pessoas sobem o morro para fazer preces e depositar ex-votos, mas os três irmãos foram suplantados pela santa cruz, hoje objeto maior de devoção no lugar.
FONTE:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Acima ↑

VEJA

Principais informações sobre política, economia, saúde, tecnologia, esporte e cultura.

Me desculpem, não foi de propósito!

Devaneios irreais sobre uma vida real.

O FOLCLORE BRASILEIRO

O Folclore é uma das nossas mais importantes culturas. Vamos manter a tradição, cultivá-la, divulgá-la, usufruí-la etc.

Se Conto Ninguém Acredita

Histórias de um Subconsciente Pouco Convencional

Colecionador de Sacis

Desde 2015 tirando o folclore da garrafa

Raiz Cultural

Consolidando Cultura Piauiense

Causos Assustadores do Piauí

Mitos, visagens, lendas, ovnis, ets, fenômenos e causos assombrosos do Piauí

WordPress.com em Português (Brasil)

As últimas notícias do WordPress.com e da comunidade WordPress

%d blogueiros gostam disto: