A APARIÇÃO DE NOSSA SENHORA NO POVOADO FURNAS EM PIRIPIRI-PI

GEDSC DIGITAL CAMERA

          Acredita-se que a primeira aparição de Nossa Senhora tenha sido na França, em 1830, a uma jovem de 24 anos, que seria santificada com o nome de Santa Catarina Labouré. Foram diversas aparições de Nossa Senhora em todo o mundo, sendo a mais famosa a aparição de Nossa Senhora de Fátima, em Portugal, em 1917, presenciada por Lúcia, Jacinta e Francisco Marto.

Essas aparições mexem com o imaginário popular, pois poucas pessoas são privilegiadas com essas visões.

No município de Piripiri, há um povoado chamado Furnas. Seu nome se deve a um conjunto de três furnas existentes na região.

Foi nas proximidades de uma dessas furnas, a da caverna dos morcegos, perto do “olho d’água do buracão”, situada a cerca de três quilômetros do povoado, que as crianças Francisca e Zilda viram, pela primeira vez, Nossa Senhora, sobre um toco seco.

Segundo a catequista Cecília Costa, mais de quinze pessoas da localidade afirmaram ter visto a santa. A notícia espalhou-se rapidamente, tendo sido o fenômeno presenciado por diversos turistas, oriundos de diversas cidades piauienses e de outros estados, que diziam ver a imagem de Nossa Senhora.

Rejane Maria Silva Oliveira, à época criança, em visita ao local, conta que ficara assustada com o clamor das pessoas que choravam emocionadas ao avistarem a santa.

GEDSC DIGITAL CAMERA

Espedito Nogueira relata que seu cunhado, o senhor Belizário (já falecido), pessoa idônea e respeitada por todos no povoado, tinha o privilégio de ver a santa, todas as vezes que se dirigia ao local.

Curiosamente, anos depois, o toco sumiu misteriosamente do lugar.

Cerca de cinco anos depois, possivelmente em 1991, algumas romeiras, entre elas, a catequista Cecília Costa, reconheceram o toco, que, na ocasião, estava exposto na Igreja Matriz de Canindé. O grupo foi atrás de outros romeiros para anunciar a descoberta, mas quando retornaram, perceberam que o toco, mais uma vez, havia sumido. Uma senhora, que a tudo assistira, informou que uma pessoa, provavelmente da igreja, “carregara” o toco.

Outro acontecimento infeliz foi um incêndio ocorrido no local, que destruiu objetos de madeira (pernas, cabeças, braços etc.) deixados como pagamentos de promessas a milagres atribuídos à Santa de Furnas.

Espedito Nogueira relata que seu cunhado Belizário (já falecido), pessoa idônea e respeitada por todos no povoado, tinha o privilégio de ver a santa, todas as vezes que se dirigia ao local.

GEDSC DIGITAL CAMERA
Curiosamente, anos depois, o toco sumiu misteriosamente do lugar.

Cerca de cinco anos depois, possivelmente em 1991, algumas romeiras, entre elas, a catequista Cecília Costa, reconheceram o toco, que, na ocasião, estava exposto na Igreja Matriz de Canindé. O grupo foi atrás de outros romeiros para anunciar a descoberta, mas quando retornaram, perceberam que o toco, mais uma vez, havia sumido. Uma senhora, que a tudo assistira, informou que uma pessoa, provavelmente da igreja, “carregara” o toco.

Outro acontecimento infeliz foi um incêndio ocorrido no local, que destruiu objetos de madeira (pernas, cabeças, braços etc.) deixados como pagamentos de promessas a milagres atribuídos à Santa de Furnas.

———————————————————————

FONTE:

Informações prestadas por Cecília Costa, Espedito Nogueira e Rejane Maria Silva Oliveira.

Informação sobre as aparições de Nossa Senhora das Graças e Nossa Senhora de Fátima: http://www.derradeirasgracas.com/2.%20Segunda%20P%C3%A1gina/Apari%C3%A7%C3%B5es%20de%20Nossa%20Senhora%20.htm

Fotos – Arquivo pessoal de Evonaldo Andrade.

Texto: Evonaldo Andrade

Um comentário em “A APARIÇÃO DE NOSSA SENHORA NO POVOADO FURNAS EM PIRIPIRI-PI

Adicione o seu

  1. Meu nome é Francisco Ribeiro, não me lembro qual foi o ano que surgiu esse acontecimento dessa historia em furnas. hoje eu tenho 60 anos e conheço muito bem essa história. Eu estive no local varias vezes, na tentativa de ver essa santa que alguns viam, e que o meu próprio pai; joão Ribeiro de Sousa dizia que ele chegou a ver por varias vezes, eu junto com ele não via. O Espedito Nogueira deve ter esquecido de falar o nome do meu pai, eles eram muito amigos, assim como do Sr Belizário que também foi amigo do meu pai, eu escutei por varias vezes ele dizer que via essa imagem… Deus abençoe sua alma deles onde estiver. Teresina 01/12/2018

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Acima ↑

VEJA.com

Notícias sobre política, economia, celebridades, mundo e esportes. Coberturas e reportagens especiais em TVEJA.

Me desculpem, não foi de propósito!

Devaneios irreais sobre uma vida real.

O FOLCLORE BRASILEIRO

O Folclore é uma das nossas mais importantes culturas. Vamos manter a tradição, cultivá-la, divulgá-la, usufruí-la etc.

Se Conto Ninguém Acredita

Histórias de um Subconsciente Pouco Convencional

Colecionador de Sacis

Desde 2015 tirando o folclore da garrafa

Raiz Cultural

Consolidando Cultura Piauiense

Causos Assustadores do Piauí

Mitos, visagens, lendas, ovnis, ets, fenômenos e causos assombrosos do Piauí

WordPress.com em Português (Brasil)

As últimas notícias do WordPress.com e da comunidade WordPress

%d blogueiros gostam disto: