VISITANTES NOTURNOS

29468171_403507630073612_2540245591036788736_n
Ao longo da história humana inúmeras pessoas alegam ser visitadas em seus quartos à noite por bruxas, demônios, fantasmas, seres de outra dimensão e até alienígenas. Em geral, essas vítimas têm a sensação de estar acordados enquanto têm tais visões, mas se encontram tão indefesas como se estivessem dormindo, pois não conseguem se mexer ao tempo em que tudo acontece, e, muitas vezes, sentem um peso sobre si e uma sensação de sufoco, de falta de ar. Tais aparições deram origem a inúmeras lendas ao redor do mundo tais como: o povo das sombras, íncubos, súcubos, raven mocker’s e o rake, dentre tantos outros existentes nas mais diversas culturas. Até mesmo Hollywood, usando como inspiração tais ocorrências, criou seu visitante noturno: Freddy Krueger
A ciência tem compreendido tais fenômenos como um evento ao qual deram o nome de paralisia do sono, em que a pessoa está acordada, mas o cérebro acredita que está dormindo, de modo que essa seria a razão pela qual não conseguem se mover enquanto “sonham acordadas” (para os cientistas as visões não seriam nada mais que criações das mentes das pessoas).
Por outro lado, seguidores da doutrina espírita, entre outros, entendem que a paralisia do sono na verdade seria um verdadeiro contato com espíritos do outro mundo, ao tempo em que muitos se perguntam porque tantas pessoas teriam os mesmos “sonhos” com os mesmos “seres”? Vale ressaltar que a paralisia do sono é uma daquelas coisas que a ciência tenta explicar, mas não o faz de forma satisfatória, até porque não apontam uma causa certa para tais fenômenos, limitando-se a apontar o que se acredita que possam ser as causas.
Uma das lendas criadas decorrentes de tais fenômenos, conhecida em todo o Brasil, e também no Piauí, é a velha pisadeira. Ao que dizem, a Pisadeira é uma velha muito magra, com dedos compridos e secos, unhas enormes e amareladas e olhos avermelhados que brilham em meio à escuridão do quarto. Dotada de uma aparência medonha, vive nos telhados das casas, roncando alto e fazendo muito barulho, à espera do momento de atacar, que, em geral, vem sempre depois que alguém se deita logo após jantar, principalmente refeições de difícil digestão. Assim, surge no meio da noite no interior dos quartos e sobe nas camas avançando sobre suas vítimas e pisando sobre a barriga das pessoas paralisadas de terror, tentando asfixia-las.
O tempo do ataque geralmente é de uns poucos segundos a alguns minutos. Em geral, as vítimas conseguem se livrar de seu ataque ao conseguir se movimentar e pedir ajuda, ocasião em que a entidade desaparece nas trevas da escuridão do quarto. Todavia, existem casos contrários à regra, em que a pessoa morre durante o sono e que dizem ter sido obra da pisadeira.
Uma outra lenda (esta tipicamente piauiense) associada à paralisia do sono é a do menino do barrete de ouro. Ao que dizem, esse menino aparece quando a pessoa está dormindo e se deita sobre o seu peito, deixando sua vítima imobilizada. Normalmente, a pessoa emite roncos horríveis tentando se livrar da assombração, mas como está paralisada o ataque continua até que ela consiga se mover ou gritar por ajuda, momento em que o menino desaparece na escuridão do quarto, deixando uma vítima ofegante sobre a cama.
O povo do Piauí acredita que não é qualquer um que pode enxergar o tal garoto, que só poderia ser visto por pessoas dotadas de elevado poder mediúnico. Dizem ainda que quem conseguir, durante o ataque, pegar a barra de ouro que o menino carrega, vai se tornar uma pessoa muito rica. Mas como geralmente as pessoas que o vêem ficam paralisadas, até hoje ninguém conseguiu pegar tal tesouro.
29472384_403507593406949_8984043432485847040_n
Outros relatos existem. Um caso de paralisia do sono assustador que aconteceu com uma pessoa amiga minha me deixa arrepiado sempre que penso no ocorrido. A pessoa estava deitada, quando ouviu, fora do quarto, alguém chamar seu nome. Parecia que a voz vinha da sala. De repente, uma dormência parece tomar seu corpo, deixando-a paralisada. É nesse momento que um estranho visitante atravessa a porta do quarto flutuando em pleno ar. Seu corpo ondulava como se fosse fumaça, mas tinha uma coloração esverdeada, menos nas bordas, que eram de cor laranja. A criatura não caminhava. Flutuava pelo quarto, em direção à beirada da cama, onde pareceu sentar-se. Disse que queria falar com a pessoa, mas esta não lhe deu atenção, tendo respondido mentalmente que não queria ouvir recado algum. A pessoa, imóvel, apenas conseguiu acompanhar com os olhos a entidade caminhar até a rede em que dormia seu bebê, onde mergulhou rapidamente. Desesperada, a pessoa viu sair dali a entidade transformada. Lembrava ligeiramente uma criança. Até parecia a sua. Mas tinha algo diferente. O rosto era distorcido, com um sorriso largo, evidenciando uma maldade sinistra. Nesses trejeitos, a entidade, agora sólida, pulou na cama e perguntou se a pessoa não iria lhe ouvir, mas mentalmente a pessoa dizia que não. O bicho aproximou sua face até bem perto do rosto de sua vítima paralisada e com os olhos esbugalhados deu um sorriso largo, grande demais para uma criança, ao tempo em que levou as mãos ao pescoço da pessoa e começou a lhe sufocar. Foi quando, enfim, a pessoa começou a orar e o bicho parou o ataque, levantou-se da cama de um salto e deu uma última olhada para sua vítima, saindo dali. Foi nesse momento que a pessoa conseguiu falar e se mover, pondo-se a gritar desesperadamente por ajuda, sendo logo socorrida.
Existem muitos casos de paralisia do sono. Se é coisa da cabeça das pessoas eu não sei. Acho que não. Acredito na existência de um mundo espiritual e segundo muitas culturas, inclusive a sabedoria popular de gerações de antepassados piauienses, alguns deles nos visitam à noite.
FONTE:
QUEIROZ, Áurea. Lendas do Piauí. Teresina: Halley,2013.
ILUSTRAÇÃO: DOUGLAS VIANA

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

VEJA.com

Notícias sobre política, economia, celebridades, mundo e esportes. Coberturas e reportagens especiais em TVEJA.

Me desculpem, não foi de propósito!

Devaneios irreais sobre uma vida real.

O FOLCLORE BRASILEIRO

O Folclore é uma das nossas mais importantes culturas. Vamos manter a tradição, cultivá-la, divulgá-la, usufruí-la etc.

Se Conto Ninguém Acredita

Histórias de um Subconsciente Pouco Convencional

Colecionador de Sacis

Desde 2015 tirando o folclore da garrafa

Raiz Cultural

Consolidando Cultura Piauiense

Causos Assustadores do Piauí

Mitos, visagens, lendas, ovnis, ets, fenômenos e causos assombrosos do Piauí

%d blogueiros gostam disto: