O POÇO DO JERONIMO

(Localidade Cruzeiro, Coivaras – Piauí)

WhatsApp Image 2019-03-07 at 18.50.22

Visitando a Localidade Cruzeiro, Zona Rural de Coivaras – Piauí, território anteriormente pertencente a Altos, cidade da qual Coivaras se emancipou, tive o prazer de conhecer uma área de lazer chamada Poço do Jerônimo, uma parte baixa de um riacho, onde foi construída uma parede, como que uma pequena barragem, por onde a água do Rio do Cedro, desaba em uma queda d’água como um cachoeira construída pelo homem.

O banho fica localizado próximo da casa do Senhor João Batista de Abreu, que por sua vez é pai do João Filho, figura conhecida nas cidades de Altos, Pau D’Arco do Piauí, e Coivaras, onde é envolvido com as disputas políticas por cargos públicos.

Conversando com João Batista, o pai, resolvi perguntar o motivo do banho se chamar Poço do Jerônimo, pois estava curioso sobre quem seria a pessoa que teria emprestado o seu nome ao lugar, ao que me contou uma história sobre a origem do nome do lugar.

WhatsApp Image 2019-03-07 at 18.47.09 (1)
Eu na foto ladeado por João Batista de Abreu Filho e João Batista de Abreu, na casa da família na Localidade Cruzeiro

Na primeira metade do Século XX, quando Coivaras ainda pertencia a Altos, a região era atendida pelos padres das paróquias de Nossa Senhora do Amparo e São Benedito, com sede em Teresina, Piauí. Quando haviam desobrigas, e cerimonias religiosas como batizados e casamentos, os padres, em raras situações vinham para atender aos paroquianos da região de Altos e Coivaras, dentre outras.

É nessa época que vinham passando pela região da Localidade Cruzeiro, com uma dessas finalidades, a cavalo, um padre de nome Jeronimo e um sacristão de nome Honorato. Ao se depararem com o Rio do Cedro, àquela altura, deram de cara com o corpo d’água com as suas águas revoltas. Como não podiam esperar resolveram atravessar o rio. Ingressaram com o cavalo e as águas, embora agitadas, aparentavam estar rasas, dando a idéia de que seria possível uma passagem tranquila.

Já pelo meio do leito do corpo d’água, de repente o cavalo do Padre Jeronimo tropeçou em uma fenda no solo rochoso e as águas o levaram a cair em um “poço” submerso, ou melhor, um declive rochoso, onde, a certa altura, as águas se tornavam mais profundas. Sem saber do perigo, o Padre tentou puxar o animal, acabou também caindo e como as águas estavam sob forte correnteza, acabou afogando-se ali.

O pobre sacristão, Honorato, da parte mais alta, onde as águas estavam rasas, ainda tentou ajudar ao padre, mas não obteve êxito. Tudo o que pôde fazer foi lamentar enquanto o companheiro de jornada se afogava.

O lugar em que Jeronimo tropeçou e se afogou é aproximadamente o mesmo lugar em que foi construída a parede  que represa o riacho e quando sangra, forma uma queda d’água. Isso, contudo, só foi feito algumas décadas atrás.

Honorato, o sacristão, depois disso passou a servir ao Padre Josino Borges Leal, segundo sacerdote da paróquia de São José, que foi criada em 09 de março de 1943. Josino foi nomeado em 08 de maio de 1944, para suceder o Frei Heliodoro Maria de Inzago, Frei Capuchinho da Ordem dos Franciscanos que administrava a paróquia desde a sua criação. Josino administrou a paróquia de São José até o dia 08 de agosto de 1951 e foi o primeiro padre a residir na cidade de Altos. Chegou a ir à região de Coivaras, anteriormente Altos, em que está incrustada a localidade Cruzeiro, acompanhado de Honorato, que, por sua vez, serviu a paróquia de São José até os anos 1960.

foto honorato

No que diz respeito ao Padre Jeronimo, ao que dizem, depois disso ele passou a ser visto ocasionalmente ali perto do poço no rio Cedro que, depois de sua morte, passou a levar seu nome. Algumas pessoas já dizem tê-lo visto, de batina e tudo, sobre o cavalo, à margem do rio, espantando, vez por outras, pescadores em época de piracema e observando com olhar repreensor os banhistas que poluem as águas do riacho. Outras vezes, apenas está ali, com os pés na água, sob a luz do luar.

Protegendo as águas, o Padre Jerônimo continua a fazer a obra de Deus. Na simbologia bíblica, as águas assumem importância relevante. No livro de Isaías, “Assim fala Javé: ‘Eu vou derramar água sobre a terra sedenta e riachos sobre o solo ressecado; derramarei Meu Espírito sobre tua posteridade e Minha bênção sobre Teus descendentes. Crescerão como erva junto à fonte, como salgueiros à beira d’água’” (44,2-4). São as águas criadas por Deus que permitem “todo tipo de árvore frutífera” que a cada mês dão “frutos novos” (Ezequiel 37,12), bem como permitem a purificação dos pecados (Ezequiel 36,25).

O Rio Cedro, no trecho do Poço do Jeronimo, é muito frequentado por banhistas que procuram as águas na região da Localidade Cruzeiro, para banhar-se em suas águas. As mesmas águas em muito já ajudaram o povo da região, em especial em períodos de seca, servindo a pessoas e animais, que dela conseguem banho, bebida e alimentos.

FONTE:

ABREU, José Batista de. Entrevista a José Gil Barbosa Terceiro. Coivaras, 2019.

DIAS, Carlos Alberto. LiterAltos: 69 anos da Paróquia de São José. 45 graus, 15 de março de 2012. Disponível em: <https://www.45graus.com.br/altos-pi/literaltos-69-anos-da-paroquia-de-sao-jose&gt;. Acesso em 07 mar. 2019.

________. Na fé da minha Paróquia. Teresina: Gráfica e Editora Cidade Verde, 2009.

________. Entrevista a José Gil Barbosa Terceiro. Altos, 2019.

SAVIO, Domingos. Cronologia Histórica. In: Altos – Piauí: Passado e Presente. Disponível em: <http://www.geocities.ws/altos_piaui/Cronologia.pdf&gt;. Acesso em: 07 mar. 2019.

TEXTO E FOTOS: JOSÉ GIL BARBOSA TERCEIRO

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Acima ↑

VEJA.com

Notícias sobre política, economia, celebridades, mundo e esportes. Coberturas e reportagens especiais em TVEJA.

Me desculpem, não foi de propósito!

Devaneios irreais sobre uma vida real.

O FOLCLORE BRASILEIRO

O Folclore é uma das nossas mais importantes culturas. Vamos manter a tradição, cultivá-la, divulgá-la, usufruí-la etc.

Se Conto Ninguém Acredita

Histórias de um Subconsciente Pouco Convencional

Colecionador de Sacis

Desde 2015 tirando o folclore da garrafa

Raiz Cultural

Consolidando Cultura Piauiense

Causos Assustadores do Piauí

Mitos, visagens, lendas, ovnis, ets, fenômenos e causos assombrosos do Piauí

WordPress.com em Português (Brasil)

As últimas notícias do WordPress.com e da comunidade WordPress

%d blogueiros gostam disto: