CABOCLINHOS D’ÁGUA

(BURITI DOS LOPES - PIAUÍ) Às margens do Rio Longá, um dos maiores afluentes do Rio Parnaíba, no trecho em que suas águas correm no território do município de Buriti dos Lopes, Piauí, mais precisamente nas proximidades da Serra do Canto do Inferno, contam-se histórias de um grupo de criaturas que vivem concentradas em numerosos... Continuar Lendo →

A MULA SEM CABEÇA

(Altos - Piauí) Era o fim dos anos 1980. Na época, eu devia ter uns nove anos de idade. Estávamos, além de mim, Pinto e Antonio Carlos brincando na pracinha da independência em Altos. Jogávamos peteca (em outras regiões do Brasil chamada de bolinha de gude) e andávamos de bicicleta. Já eram mais de nove... Continuar Lendo →

A MALDIÇÃO DO JUMENTO ENTERRADO

(Altos - Piauí) Algum tempo atrás, Gilberto Damasceno Paiva publicou no GP1 uma história no mínimo sinistra. Ali deixou claro ser uma lenda urbana da cidade de Altos à qual deu o título de "O JUMENTO ENTERRADO DE CABEÇA PARA BAIXO EM ALTOS". O texto também já foi publicado pelo autor no grupo dos "Causos Assustadores do Piauí"... Continuar Lendo →

A LENDA DOS CABEÇAS VERMELHAS

(Oeiras / Valença / Aroazes) É inegável o fato de que a maçonaria, desde os tempos mais remotos de sua existência até os dias atuais, sempre intrigou o imaginário popular por ser cercada de mistérios e segredos dos quais só os maçons têm conhecimento. Uns os têm por satanistas, ocultistas e dizem que para ser maçons... Continuar Lendo →

ASSOMBRAÇÕES DA FAZENDA BURITIZINHO

(Altos - Piauí) Acho que era ainda em 1993 quando ouvi falar pela primeira vez da Fazenda Buritizinho e de suas assombrações. Vinha eu de Teresina, onde estudava a sétima série no Colégio Cidadão Cidadã, nos velhos ônibus da Prefeitura de Altos que transportavam diariamente estudantes e trabalhadores quando, passando em frente à fazenda, ouvi... Continuar Lendo →

O CABEÇA DE CUIA

(Teresina - Piauí) Ainda no século XVIII, quando Oeiras ainda era a capital do Piauí, já havia na região próxima ao encontro dos rios Poty e Parnaíba uma povoação com considerável população e comércio ativo. A localização privilegiada (por ali passavam obrigatoriamente as pessoas que se deslocavam da capital ao litoral do Estado) e, em... Continuar Lendo →

Blog no WordPress.com.

Acima ↑