RELATO: O PASSAGEIRO FANTASMA

(Teresina – Piauí)

passageiro fantasma

Eu trabalho em uma grande empresa de transporte de passageiros há mais de vinte anos, comecei como cobrador mas, há mais de dezesseis anos passei a exercer a função de motorista.

Desde o início de minha jornada na empresa ouvia rumores sobre um homem que tinha se enforcado em um cajueiro que ficava na garagem menos movimentada, já que eram duas garagens, e a árvore, ainda por cima, ficava em um canto mais afastado.

Eu nunca acreditei muito em assombrações mas confesso que, ao passar sob o pé de caju, sentia um certo receio e me arrepiava um pouco e ficava olhando para os lados procurando alguma coisa.

Bem, por conta de minha mudança de função, tive que tirar, no ano de 1999, uma temporada manobrando os carros dentro das garagens e uma certa noite o chefe da manobra me chamou lá por volta de 1:00h da madrugada e me mandou botar um carro numa vaga que tinha ficado lá em baixo do dito cajueiro.

Eu imediatamente lembrei do tal enforcado mas sem querer dizer nada entrei no carro e me dirigi pro local, a escuridão reinava absoluta. Posicionei o veículo pra entrar de ré na vaga e lentamente comecei o trajeto, o coração acelerado e eu dizendo pra mim mesmo que isso era invenção do povo. Quando faltava uns cinco metros pro carro entrar totalmente na vaga… TRRRRIIIIIIIIIIIIIMMMMMMMM!!!!!

A sirene foi acionada e no silêncio que se fazia no momento, o barulho se tornou ensurdecedor. A luz de indicação de parada solicitada acendeu e tingiu o carro de vermelho. Eu fiquei petrificado por alguns instantes mas logo o sangue voltou a correr e saltei por sobre o capô do ônibus e voei pela porta dianteira.

Corri por uns cinquenta metros e encontrei o outro manobrista que nem notou que eu estava pálido de tanto medo. Ele olhou e viu ao longe o carro metido pela metade na vaga e então perguntou: “o que houve que você não terminou de botar o carro na vaga?”

Eu respondi que fiquei com medo de bater pois tava muito escuro, e pedi que ele fosse la pra me orientar. Ele não acreditou pois conhecia minha perícia ao manobrar dentro da garagem e ficou sem entender mas foi comigo e quando chegamos lá não vimos nada, nem mesmo a luz ainda tava acesa. Botei o carro na vaga e voltamos juntos, e eu inquieto, com a sensação de estar sendo observado.

 

foto para blog

 

TEXTO: JOSÉ MARIA ALVES MOURÃO

 

ILUSTRAÇÃO: DOUGLAS VIANA

 

FOTO DE JOSÉ MARIA ALVES MOURÃO

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

VEJA.com

Notícias sobre política, economia, celebridades, mundo e esportes. Coberturas e reportagens especiais em TVEJA.

Me desculpem, não foi de propósito!

Devaneios irreais sobre uma vida real.

O FOLCLORE BRASILEIRO

O Folclore é uma das nossas mais importantes culturas. Vamos manter a tradição, cultivá-la, divulgá-la, usufruí-la etc.

Se Conto Ninguém Acredita

Histórias de um Subconsciente Pouco Convencional

Colecionador de Sacis

Desde 2015 tirando o folclore da garrafa

Raiz Cultural

Consolidando Cultura Piauiense

Causos Assustadores do Piauí

Mitos, visagens, lendas, ovnis, ets, fenômenos e causos assombrosos do Piauí

WordPress.com em Português (Brasil)

As últimas notícias do WordPress.com e da comunidade WordPress

%d blogueiros gostam disto: